Cachorro e gato podem viver juntos? Confira dicas

Cachorro e gato podem viver juntos? Confira dicas

Todo mundo espera que seus pets sejam como amigos, ou até irmãos que se amam, para que a paz reine em nosso lar, sobrando tempo para curtir bons momentos, e até tirar boas risadas dos mesmos. Mas será que cachorro e gato podem viver juntos?

Animais são imprevisíveis como uma caixinha de surpresa. Dessa forma, sempre que pensamos em ter cachorro e gato sobre o mesmo teto, surge a dúvida se é possível cães e felinos conviverem juntos e em paz.

O fato é que a convivência entre cachorro e gato pode se transformar em uma belíssima história de amizade e cheia de demonstrações de afeição. Contudo, isso vai depender da personalidade de cada um deles.

No entanto, podemos tomar algumas medidas, que podem facilitar a convivência entre cachorro e gato na mesma casa. Continue lendo e confira ótimas dicas abaixo!

Como aproximar cachorro e gato

A convivência entre cães e felinos é difícil na maioria das vezes, por causa das desarmonias causadas pelo territorialismo. Portanto, um pet que foi obrigado a conviver com outro, se sente ameaçado, e sentindo que invadiram seu território.

No entanto, com respeito às disputas entre eles, ainda há a possibilidade de se tornarem grandes amigos.

Cachorros gostam de brincar e são fortes. Em contrapartida, os gatos gostam de espaço, são esquivos e possuem garras afiadas. Por isso, a fase inicial de interação entre cachorro e gato deve ser supervisionada pelos tutores.

Enfim, veja abaixo algumas dicas para a ajudar na convivência entre cachorro e gato:

  • Castrando cães e gatos diminui a hostilidade;
  • Os felinos e os cachorros precisam ficar em áreas separadas, enquanto estão se acostumando uns com os outros;
  • Troque brinquedos entre eles antes de apresentar os dois. Dessa forma, um se acostumará com o cheiro do outro;
  • Deve-se delimitar um espaço para que o animal recém chegado fique, e o animal mais antigo na casa não sinta que seu território está em risco.
  • Quando for a hora de apresentar os dois pets, coloque a coleira no cachorro e mantenha-o assim. Se o gato for o recém chegado, não o deixe andando pela casa na frente do cachorro, para evitar que se irrite pela invasão de território;
  • Alimente o gato em um local separado. Pois o cachorro pode querer comer a comida do gato, favorecendo as brigas entre eles;
  • É necessário ensinar o cachorro a respeitar o seu dono e seguir suas ordens,
  • Pelo menos no início, escolha uma área para cada animal ficar quando não houver alguém em casa para separá-los, caso comecem a brigar.

Todo animal que tem liberdade para ir e vir quando está sozinho dentro de casa, tende a pensar que o território lhe pertence.

Descubra o que não fazer

Caso já esteja decidido criar cachorro e gato juntos, é melhor que se prepare antes do encontro entre eles. Os animais costumam reagir conforme nossas emoções e ações.

De acordo com isso, caso você demonstre apreensão e temor, os animais sentirão o mesmo, e isso poderá prejudicar o relacionamento dos pets. O melhor modo de agir é ficarmos tranquilos, e falar com uma voz pacifica durante os momentos em que eles estiverem se conhecendo.

E mais uma dica: coloque a caixa de areia do gato em um lugar onde o cachorro não possa mexer, pois ele pode comer as fezes e ficar doente. Além disso, ao ver o cachorro mexendo em seu espaço, o gato ficará aborrecido ou se sentirá perseguido.

Adestramento básico para a socialização

Ter sucesso em um relacionamento entre cachorro e gato é possível e muito normal. Enfim, veja abaixo algumas dicas básicas de adestramento do seu cão:

  • Coloque a coleira no seu cão e, caso ele ameace investir contra o felino quando o vir, dê petisco para distrair a atenção dos dois. Isso ajuda a acalmá-los.
  • Caso o cachorro continue tentando atacar o gato, puxe a coleira para censurá-lo.
  • Se seu cachorro obedecer às puxadas, dê lhe uma gratificação, uma guloseima, ou fale palavras de estímulo como, por exemplo: “isso ai”, “bom menino”.
  • Quando ambos já estiverem mais calmos, solte as rédeas um pouco de cada vez, até que possam se cheirar. Entretanto, fique sempre em alerta.
  • Dê atenção aos dois do mesmo modo, para que não haja ciúme, e não se sintam menos queridos e amados.

Seguindo essas dicas, o convívio será tranquilo e prazeroso, conferindo a todos ótimos momentos, e muita diversão!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s